Conhece a Ilha das Peças o paraíso dos golfinhos?

Ilha das Peças - Paraíso dos Golfinhos. Foto: Rafael Araújo ₢Foto: Rafael Araújo

Este pedaço de paraíso está localizado na baía de Paranaguá, a 1h30 de barco. Atualmente moram, na Vila das Peças, em torno de 350 pessoas e sua principal atividade econômica é a pesca artesanal. A ilha possui uma escola estadual e municipal de 1° grau e um supletivo de 2° grau, alguns estabelecimentos comerciais, pousada, restaurantes, igrejas, um campo de futebol, Associação de Mulheres, onde funcionam as cozinha e restaurante comunitário, uma associação de moradores e uma associação de condutores de ecoturismo.

Possui energia elétrica e água encanada tratada.

É conhecida como o SEGUNDO maior berçário de golfinhos do Brasil, perde apenas para Fernando de Noronha!

Ilha das Peças - Revoada de aves marinhas. Foto: Edison Gonçalves ₢

Foto: Edison Gonçalves

O nome de Ilha das Peças teve origem devido ao tráfico de escravos, pois, escravos vindos do Norte eram trazidos para trabalhar no Sul, mas como este comércio era proibido, os navios não podiam chegar até Paranaguá com a “carga” de escravos a mostra, então, as ‘peças’, como os escravos eram chamados naquele tempo, eram deixadas, em uma ilha na entrada da Baía de Paranaguá. As ilhas eram lugares estratégicos para os comerciantes, pois ficavam a uma boa distância da cidade, tinham bom lugar para desembarque e os escravos poderiam ser escondidos até que se concluísse a negociação em Paranaguá. Nos últimos anos tem aumentado consideravelmente o interesse pelo turismo ecológico na vila, através da prática de observação de Boto-cinza (Sotalia fluviatilis) e de espécies ameaçadas de extinção, como o papagaio da cara roxa (Amazona brasiliensis)

Fonte: http://www.ecologicatur.com.br/ilha-das-pecas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *